Colégio Múltiplo
Close

Está pensando em fazer faculdade nos Estados Unidos?

Está pensando em fazer faculdade nos Estados Unidos?

Então fique de olho nestas dicas! Um dos componentes mais importantes no processo de application são as extracurriculares. Extracurriculares são as atividades que os alunos desenvolvem para além da sala de aula, como participações em clubes, hobbies, esportes, trabalhos voluntários, ações comunitárias, acampamentos de verão, competições, entre outros.

Dica 1: Comece agora! Nunca é cedo demais para iniciar o planejamento do seu futuro. Explore suas áreas de interesse através de atividades no seu dia-a-dia, seja dentro ou fora da escola. Gosta de cinema? Por que não propor para a coordenação iniciar um clube de filmes, com curadoria e discussão preparadas pelos próprios alunos? Quer fazer Relações Internacionais? Entre para um clube de debate! Se interessa por esportes? Invista em treinos e competições e faça trabalhos voluntários dentro desta área. As possibilidades são infinitas.

Dica 2:  Não é sobre quantidade, mas sobre qualidade e intensidade. Um bom candidato não tem necessariamente uma lista extensa de extracurriculares, mas consegue demonstrar que entre as suas atividades há empenho, interesse, dedicação e consistência. Que os programas escolhidos e do qual fez parte foram de qualidade e não simplesmente para somar número em um papel. É preciso que tenham sido vivências significativas, com objetivos e resultados claros e coerentes. Alguém que “pulou” de uma extracurricular para outra, o famoso “tentou de tudo”, demonstra falta de foco e/ou inconsistência, e por isso não é vista como bom candidato para os avaliadores dos processos seletivos.

Dica 3: Foque na área de interesse para a carreira que deseja seguir. As universidades estão interessadas em alunos que, ao entrar para uma graduação, já venham com experiência prévia ou pelo menos um contato com a área que têm interesse em desenvolver, pois assim a chance de serem bons profissionais e/ou universitários mais aplicados aumenta. Há sim valor em candidatos ecléticos, mas há limites: quanto mais focado um aluno demonstra ser, melhor candidato será considerado. Alguns exemplos: para um aluno que deseja ser biólogo, uma extracurricular de iniciação científica sob orientação de um professor da área é um excelente adicional ao currículo. Já para alguém que quer seguir carreira como arquiteto, pouco ou quase nada importa ter uma extracurricular de aulas de violão (a menos que este candidato consiga demonstrar no seu ensaio que estas duas áreas se conectam de alguma forma muito particular com seu plano de futuro). 

Não tem segredo nem fórmula mágica: é sobre ser o protagonista de sua trajetória!

Related Posts